Centrais sindicais realizam ato nesta quarta-feira contra a fome e pelo auxílio de R$ 600

Luta é contra o descaso do governo federal com a pandemia, em protesto contra as taxas de desemprego, a falta de vacina e de comida no prato dos trabalhadores

As centrais sindicais – CUT, Força Sindical, UGT, CTB, Nova Central, CSB, Intersindical, Pública, CSP-Conlutas, CGTB, CONTAG, MST e as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo organizam o “Ato contra a fome e pelo auxílio de R$ 600” nesta quarta-feira, a partir das 10h30, em Brasília, também em “defesa da vacina no braço e comida no prato”. O ato será transmitido ao vivo via redes sociais e YouTube dos organizadores, além de TVs comunitárias. A tag que está sendo usada é #600ContraFome.
“Que cada parlamentar coloque a mão na consciência e, independente de sua filiação partidária, tenha um gesto de grandeza pelo povo brasileiro, exigindo a votação da MP do auxílio emergencial (medida provisória 1045) para que ela não caduque como deseja o governo”, escreveu Miguel Torres, presidente da Força Sindical, da CNTM e do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes.
“Estamos apoiando totalmente mais esse ato porque a prioridade neste momento de pandemia é garantir vacina no braço comida para o povo, e isso só vai acontecer se houver pressão sobre os deputados e o governo”, finalizou Luiz Fernando dos Santos, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Mirassol e Região.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here