Flordelis: mandato cassado

Câmara cassa mandato da deputada Flordelis (PSD-RJ), por quebra de decoro: 437 votos pela cassação, 7 contra, 12 abstenções. Ela é acusada de mandar matar o marido. Defesa pediu a suspensão do mandato, até o julgamento, mas nenhum deputado apresentou emenda pela pena alternativa. O processo criminal ainda está em trânsito, mas os parlamentares consideraram que a atuação da deputada ao longo do caso feriu o Código de Ética da Câmara.

Coação

Alexandre Leite (DEM-SP), relator do caso, diz que Flordelis usou seu cargo para coagir testemunhas e ocultar provas. “Tento] obstruir as investigações com teses de latrocínio, confundindo a polícia, direcionando a polícia em caminhos diversos daqueles em que, de fato, encontrariam a verdade dos fatos”, disse o relator.

O caso

pA deputada teria mandado matar o marido, pastor Anderson do Carmo, assassinado com 30 tiros em junho de 2019; segundo MP, deputada tentou envenená-lo diversas vezes porque estaria insatisfeita com a maneira com que o companheiro conduzia as finanças da família

Acusação

Flordelis é ré na Justiça, acusada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, e responde por homicídio triplamente qualificado – motivo torpe, emprego de meio cruel e de recurso que impossibilitou a defesa da vítima -, tentativa de homicídio, uso de documento falso e associação criminosa armada. A deputada nega participação no crime.

Fonte: Jornal Correio Brasiliense – Twitter

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here