Kit covid x Falta de remédios

Agora é oficial: o diretor do Departamento de Saúde de Mirassol, Frank de Oliveira, admitiu, na que o município tem estudado alternativas para amenizar a situação do Covid-19 e que inclusive fará a aquisição do “Kit Covid”, o polêmico tratamento precoce cuja eficácia não é reconhecida pela OMS e comunidade científica.

Sem médicos

O diretor disse também que  outra alternativa vem sendo estudada que é utilizar a Unidade Básica de Saúde (UBS) da Vila Verde para tratar pacientes com covid, desafogando a UPA, mas o problema é que não se encontra profissionais como médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, mesmo sendo pagos pelo estado.

Sem remédios

Enquanto se corre atrás do Kit Covid, os vereadores Nando Nogueira, Julio Salomão e Daniel solicitaram informações oficiais do Departamento de Saúde sobre a falta de medicamentos na Farmácia Popular de Mirassol, fato que, segundo eles, vem sendo narrado por usuários, num momento em que a Farmácia deveria ter em estoque os remédios da lista básica a serem oferecidos à população.

Sem previsão

Nisso, o vereador Kunii foi até a Farmácia se informar e ficou sabendo que dos 200 medicamentos disponíveis para retirada pelos usuários, 50 estão em falta e 38 não tiveram sucesso para aquisição no pregão, que é o processo licitatório em que o governo realiza a aquisição do lance mais favorável. Isto significa que os remédios vão continuar faltando, claro.

Sem condições

Os vereadores apontam que a falta de medicamentos na Farmácia Municipal para a população carente é problema gravíssimo, tendo em vista que essas pessoas foram afetados pela pandemia da Covid-19, quando muitos perderam empregos ou diminuíram seus ganhos em razão da recessão da economia, motivo pelo qual programas sociais como o da farmácia deveriam estar funcionando e atendendo com maior eficiência.

Isso cansa

Por que mesmo sabendo que ficaria caracterizada improbidade administrativa dos prefeitos, vereadores desta e de outras legislaturas sempre perdem tempo com requerimentos solicitando informações do Poder Executivo sobre a possibilidade recursos financeiro para ajudar na construção do novo hospital de Mirassol, obra de iniciativa do Lar São Francisco de Assis, portanto, da iniciativa privada? Tenham dó!

Pela rejeição

A Câmara de Mirassol recebeu e disponibilizou em seu site o processo de prestação de contas da Prefeitura de Mirassol referente ao exercício financeiro de 2017, analisado pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP). O ano é na gestão do ex-prefeito André Vieira e o Tribunal recomendou a rejeição das contas. Os vereadores irão analisar e votar pela rejeição ou aprovação das mesmas.

E se…

E se a Câmara seguir o TCE e rejeitar as contas, André Vieira pode ficar inelegível por oito anos. Isto porque a Lei das Inelegibilidades define que são inelegíveis para qualquer cargo “os que tiverem suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável que configure ato doloso de improbidade administrativa, e por decisão irrecorrível do órgão competente, salvo se esta houver sido suspensa ou anulada pelo Poder Judiciário…”

Proposta

De autoria do vereador João Paulo Maciel e com aprovação de todos os vereadores, a Câmara de Mirassol, através de projeto de lei, cria o Fórum de Empreendedores, com o objetivo de promover o empreendedorismo, compartilhar conhecimento e experiência por meio de seminários, congressos e reuniões, entre outras atividades. A proposta segue para apreciação do prefeito.

Acidente

Carlos Roberto Achilles, de 61 anos, prefeito da cidade de Américo de Campos, cidade a aproximadamente 100 quilômetros de Rio Preto, morreu na tarde de ontem, 6 de abril, após sofrer um acidente, numa rodovia vicinal em Cosmorama. Chovia forte no momento do acidente. Os bombeiros informaram que ele perdeu o controle da direção, capotou e em seguida bateu numa árvore.

Negado

A justiça de Rio Preto negou pedido liminar do ex-candidato a vereador Warlen Miller Rocha Araújo que ingressou com Ação Popular pedindo a anulação da eleição da Mesa Diretora da Câmara que elegeu o vereador Pedro Roberto no início do ano. Ela entendeu que o pedido liminar era baseado apenas em matérias jornalísticas de que o presidente eleito tivesse prometido distribuir cargos entre os vereadores que o apoiassem.

Reeleito

O prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo, foi reeleito pela terceira vez consecutiva presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São José dos Dourados (CBH-SJD) e dos Rios Turvo e Grande (CBH-TG) para o biênio 2021/2023. A eleição ocorreu durante a 71ª reunião ordinária do Comitê e reelegeu também o engenheiro Germano Hernandes Filho, representante da Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de Rio Preto, como vice-presidente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here