A prefeita de Jaci, Valéria Guimarães (Republicanos), protestou contra notificação do ministério Público de São Paulo que recomendou que ela adote as restrições do Plano São Paulo de combate à Covid-19, sob pena de sofrer sanções. Mas, diante disso, ela informou que vai baixar um decreto nesta segunda-feira, colocando o município na ‘fase vermelha’, que implica em fechamento do comércio e outros setores.

Na quinta-feira, conforme matéria neste blog, ela havia decidido que manteria a cidade na ‘fase amarela’, com tudo funcionando normalmente, mas com fiscalização acirrada.

Em entrevista à TS Rádio agora a pouco, no programa Pinga-Fogo, do jornalista Carlinhos Fonseca, ela disse que não esperava uma repercussão tão grande.]

 “Eu só queria o bem da minha cidade, não esperava por isso. As pessoas precisam trabalhar, eu estava pensando nelas. Não íamos deixar de fiscalizar, aliás, estamos fiscalizando aglomerações, festinhas e orientando a população”, disse. “Se eu tivesse certeza que somente eu seria punida, eu peitaria o Dória [governador]”, completou.

Segundo ela, mesmo na fase laranja ela não iria simplesmente ignorar o vírus. “Não estávamos fechando os olhos para a pandemia. Sabemos que o vírus existe, é perigoso e está matando. Eu acho que o comércio aberto e a gente fazendo fiscalização em cimas das aglomerações não precisaria fechar o comércio”, argumentou.

O município de Jaci, com pouco mais de 7 mil habitantes, tem  hoje 38 pessoas positivadas, 29 aguardando resultados e 8 mortos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here