Prefeito deve decretar lockdown de quatro dias em Mirassol

Este blog apurou que em uma reunião agora a pouco com assessores e representantes da Câmara Municipal e de setores do comércio e supermercados, entre outros, o prefeito Edson Ermenegildo decidiu decretar lockdown por quatro dias em Mirassol a partir deste sábado (27). A medida, que ainda depende de decreto, terá restrições mais rígidas de isolamento na tentativa de evitar o aumento de casos de Covid-19 no município.

Há uma informação não oficial de que o Ministério Público deu um ultimato ao prefeito e prepara uma ação civil pública contra a prefeitura. É uma ação judicial destinada à proteção de direitos difusos e coletivos. Recentemente o MP “recomendou” ao prefeito que adotasse o lockdown regional, deflagrado pela Prefeitura de Rio Preto, mas Ermenegildo não atendeu.

Agora a pouco, conforme matéria exclusiva deste blog, o prefeito cancelou a instalação de um hospital de campanha em Mirassol, com capacidade para 10 leitos de UTI e 20 de enfermaria nas dependências do Hospital e Maternidade Mãe do Divino Amor. O motivo alegado foi que o Lar São Francisco não conseguiu garantir o fornecimento de oxigênio.

COVID ACELERA EM MIRASSOL

A transmissão de covid-19 em Mirassol está acelerada, e a UPA – Unidade de Pronto Atendimento colapsada. Dados de ontem mostram que o município chegou aos 108 óbitos e contabiliza 21.896 notificações, sendo 5.179 positivos, 14.063 negativos, 4.754 curados e 262 em quarentena. Ontem havia 55 pacientes mirassolenses. Desses, oito estavam na UPA aguardando vaga em UTIs de hospitais da região.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here