Prefeitura envia projeto à Câmara que autoriza extinção da EDEM

A EDEM é a empesa que administra a rodoviária de Mirassol - Foto/Prefeitura

Um projeto de lei enviado pela Prefeitura de Mirassol para a Câmara de Vereadores está propondo a extinção da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Mirassol (EDEM), autarquia criada em 1982, responsável pelo primeiro conjunto habitacional da cidade (Cohab I) e pela construção da rodoviária.

O projeto, que consta na pauta da sessão desta terça-feira (12h) da Câmara de Vereadores, deve ser enviado para análise jurídica e para as comissões pertinentes.

Com a autorização, continua o processo de extinção e a Prefeitura poderá negociar, parcelar ou quitar os débitos civis, comerciais e tributários da EDEM, bem com promover remanejamentos orçamentários, incorporando o patrimônio ao município.

De solução a problemas

Com o tempo, a Edem passou de solução a problemas. A administração dos boxes comerciais da rodoviária não foi suficiente para mantê-la, passando a adquirir dívidas trabalhistas, de encargos e tributárias. A rodoviária chegou a ter 12 funcionários. Com as dívidas e o abandono, a autarquia sofreu várias intervenções e vem funcionando precariamente há anos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here