Os vereadores aprovaram ontem, com o voto contrário do vereador Fábio Kunni, o Projeto de Lei nº 132/2021, do Poder Executivo, extinguindo oficialmente a Fundação Educacional Mirassolense (FEM), que desde 2018 já se encontrava nessa situação. O Executivo aponta a necessidade da extinção para que a prefeitura possa negociar as dívidas, que só fiscais somam a R$ 5,6 mil, sem contar as trabalhistas.

Em 2018, o Ministério Púbico exigiu a incorporação da FEM e o remanejamento de seus funcionários. Com isso, o município teve que assumir a dívida, sendo que já foram pagos R$ 1.040 milhão em precatórios, equivalente a  15% da dívida.

Convênio

O prefeito de Mirassol, Edson Ermenegildo, estuda a possibilidade de um convênio com o “Centro Paula Souza”, do Governo de São Paulo, para, no prédio da FEM, transferir a  Escola Técnica (ETEC) “Professor Matheus Leite de Abreu” e instalar a Faculdade de Tecnologia (FATEC).

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here