Idealizado e coordenado pelo ator, diretor e fomentador cultural Fernando Cruz, o projeto ‘Quebrando Fronteiras’ tem por finalidade dar oportunidade a artistas mirassolenses da área da música – funk, rap e trap — para que tenham acesso a aulas, oficinas, lives, apresentações e outras modalidades, gratuitamente.

Sem qualquer ajuda da prefeitura, o projeto segue com colaboradores e voluntários que apostam na capacidade transformadora da arte e na inclusão social que daí advém. Aliás, nem sequer saiu do papel o projeto “Palco Digital”, também proposto por Fernando Cruz ao Departamento de Cultura, visando auxiliar os artistas na pandemia.

Idealizado em fevereiro deste ano, o projeto “Quebrando Fronteiras” foi colocado em prática entre abril e maio após seleção, aulas e oficinas. “Esse projeto foi criado com o objetivo de combater as desigualdades culturais e sociais de nossa cidade, transformando vidas e realizando sonhos. É uma contribuição para afastar os jovens das ruas e da criminalidade. A educação, a cultura e o esporte têm esse poder transformador”, disse seu idealizador.

Ainda segundo Fernando Cruz,  só puderam participar quem frequentou as aulas. Elas contém 10 módulos, todos de iniciação à psicologia, sociologia e filosofia. “Essas aulas são para dar suporte emocional e afetivo, visando melhorar a autoestima deles.  Isso os ajuda a romper com possíveis vícios, já que eles são do grupo social de risco, e também a terem um comportamento moral e ético, com civismo e cidadania”, apontou.

Cruz conta que somente após a participação na introdução dessas disciplinas é que se inicia a parte artística, que inclui postura vocal, consciência corporal e produção artística — de musicalização, sonorização e composição.

A idade para frequentar o projeto é de 16 anos, de ambos os sexos, mas esse primeiro grupo, formado por 16 jovens, é só do sexo masculino porque, mesmo aberto, as meninas não se inscreveram. Todo o processo, desde o início, conta com vários voluntários que se propuseram a ajudar, incluindo o Tupan Clube que forneceu o espaço para as aulas e oficinas.

Formatura com Live show

Chamada para a live show que acontece neste sábado

A formatura desta primeira turma será neste sábado (11), às 17h nas redes sociais de Fernando Cruz – Facebook, Youtube – concomitantemente com a live show “Quebrando Fronteiras, Eu Posso!”, com muito funk, rap e trap, escolhidos por eles por se identificarem com esses estilos.

“Vamos direcionar esse evento não só para Mirassol, mas para todo o Brasil, pois estamos em contato com produtores culturais desses estilos de vários estados, que vão poder ouvi, avaliar e até mesmo contratar, se for o caso”, finalizou.

1 COMMENT

  1. Eu Renan Sou dançarino de breaking conhecido como bboy, faço cypher sou promocional com 14 anos de experiência grato pelo hip-hop estar presente em min # Gratidão sempre dançarei com amor pelo q faço é pratico com paixão.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here