Qual é a sua, Capitão?

O vereador Julio Salomão (PL) teve projeto de lei aprovado que inclui no Calendário do Município a “Semana da Diversidade”, a ser comemorada anualmente durante a segunda semana de julho. Nesse período serão abordados temas para aprofundar a discussão e reflexão sobre o cenário discriminatório que LGBTQIA+ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transsexuais e Travestis) com o objetivo de levar a mudanças comportamentais e culturais para a promoção da cidadania plena dessa comunidade, diz o texto.

Desaprovou

Surpreendentemente (ou não) o projeto de Julio Salomão só recebeu um voto contrário: o do vereador Fábio Kunni (DEM), ou Capitão Kunni, como é conhecido o militar. Como não justificou o voto, entende-se que ele  não reconhece a importância da diversidade sexual na representatividade social. A menos que tenha uma justificativa para o voto contrário — e a apresente — é isso o que se depreende de seu voto.

Registro

Só para registar: é sabido que a pauta da diversidade sexual divide a sociedade, principalmente nos dogmas religiosos, sejam eles católicas ou evangélicos. Na Câmara de  Mirassol existem as duas correntes, mas, curiosamente, os vereadores que representam esses segmentos — com destaque para os evangélicos Cida e Ademir Massa e o católico Vanderlei Pinatto — não se abstiveram de votar a favor do projeto de Salomão.

Em defesa

Na mesma sessão em que votou contrário ao projeto do colega Salomão, o vereador Kunii acertou em cheio ao sair em defesa do Corpo de Bombeiros de Mirassol sobre um vídeo vinculado a um grupo de Whatsapp, atribuído a um diretor  de departamento, falando sobre o ateamento de fogo em um Ponto de Apoio.

Em defesa II

No vídeo, exibido no telão da Câmara, o áudio atribuído ao diretor diz que os bombeiros não vêm apagar o fogo porque  “eles gostam de comer; a prefeitura dá comida boa pra eles, eles gostam.  Agora tô eu aqui com o caminhão ó! [caminhão-pipa]”. E mais: “Tem uns moleque que entra aqui e põe fogo. Quer que faz o quê? Só se matar! Será que pode matar?”, conclui a fala. Lamentável!

Em defesa III

Como se vê, a fala é realmente fora de qualquer senso de responsabilidade. “Demonstra falta de empatia com nossos bombeiros, que, em minha opinião, são verdadeiros heróis. Se o senhor não tem a devida educação e respeito com nossos bombeiros, devia ter”, disse, entre outras coisas,  o vereador Kunni.

Jornada

Este blog apurou que houve uma convocação virtual — que partiu espontaneamente de uma mirassolense que achou que a vereadora Cida Dias foi humilhada pelo vereador Walmir Chaveiro, na penúltima sessão da Câmara — para que as mulheres comparecerem ao auditório na última sessão em demonstração de apoio à vereadora. Poucas compareceram. Cida Dias alegou que o horário da sessão (17 horas) inviabiliza um maior comparecimento. Está certa: é a difícil jornada dupla.

Contas

A Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara de Mirassol recebeu, para análise e emissão de parecer, cópia do processo do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE), referente à prestação de contas da Prefeitura Municipal de Mirassol no exercício de 2019, que apontam que as mesmas foram aprovadas. No referido exercício o prefeito era André Vieira (PTB).

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here