As altas temperaturas, o excesso de queimadas e a falta de chuva são fatores preocupantes para o abastecimento de água. Em Mirassol, a Sanessol anunciou neste sábado (3/10) que fechou o mês de setembro com um número alarmante: foi registrada uma alta no consumo de aproximadamente 27,5 milhões de litros de água em comparação ao mesmo período do ano passado, sendo 10 milhões de litros a mais em relação a agosto deste ano. Esse volume é proporcional a onze piscinas olímpicas cheias.

As equipes operacionais da concessionária estão de plantão neste final de semana para realizar ações preventivas. No entanto, o compromisso da população em praticar um consumo consciente tornou-se imprescindível e urgente.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, até o dia 13 de outubro não há previsão de chuvas na cidade e os termômetros podem marcar até 42 graus. A represa do rio São José dos Dourados, responsável pelo abastecimento de 40% da cidade, está operando com apenas 30% da sua capacidade.

Esse nível extremamente abaixo do normal está sobrecarregando os equipamentos utilizados na captação e vem caindo devido ao alto consumo. Para se ter ideia no dia 16 de setembro o índice era de 40%.  “A população precisa fazer a sua parte para evitar o rodízio no abastecimento como já acontece nas cidades vizinhas à Mirassol”, diz a empresa.

Caminhões-pipa

A Sanessol reforça que os moradores que tiverem qualquer problema em relação ao abastecimento de água devem entrar em contato imediatamente pelos canais de atendimento ao cliente (17) 99641-3259 (WhatsApp) e 0800-7740195 (24 horas por dia). Nesses casos específicos a empresa está colocando à disposição caminhões-pipa.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here