Sindicatos do país batem o pé por auxílio emergencial de R$ 600

Sindicato dos Metalúrgicos de Mirassol está na luta pelo auxílio

As centrais sindicais — CUT, Força Sindical, UGT, CTB, NCST e CSB — continuam pressionando o governo pela manutenção do auxílio emergencial em parcelas de R$ 600 até dezembro. As centrais são formadas por sindicatos de todo o país, incluindo o Sindicato dos Metalúrgicos de Mirassol e Região, presidido por Luiz Fernando dos Santos.
“A nossa aposta continua sendo pressionar os deputados pela modificação da Medida Provisória que Bolsonaro enviou ao Congresso reduzindo o valor das parcelas para R$ 300. Ninguém vive decentemente com esse valor, principalmente num momento em que os preços de todas as mercadoria vem subindo”, explicou Luiz Fernando.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here