Em nota divulgada em suas redes sociais, o vereador mirassolense professor Julio Salomão (PL) repudia a filiação do presidente Jair Bolsonaro ao Partido Liberal, após dois anos sem sigla que o representasse. “Por meio dessa nota de repúdio, viso demonstrar que não compartilho dos mesmos ideais do presidente e, tampouco, do partido que outrora compôs o governo Lula com a vice-presidência. Demonstra-se um partido que apenas serve a interesses de alguns políticos e não a uma política séria de desenvolvimento do país de modo a reduzir as desigualdades e gerar um país mais justo e honesto. Portanto, registro para todos os mirassolenses minha repulsa e indignação com essa filiação e com as posturas defendidas pelo Partido Liberal”, disse.

Julio, que disse que está conversando com representantes de outros partidos para possível futura filiação, diz não possuir simpatia pelo liberalismo social ou liberal socialismo, “corrente da qual o partido que afirma seguir também parece não coadunar com seu manifesto de criação em 1985 ao aceitar a servidão a Jair Messias Bolsonaro, um presidente que não possui visão social alguma, tampouco liberal. Fato demonstrado pela tragédia na condução do nosso país com o aumento do desemprego, dólar, inflação, miséria, fome e desaceleração do crescimento do país. Um presidente que não possui a mínima noção de humanidade e racionalidade ao tratar uma pandemia. Um presidente que presta um desserviço ao país e ainda assim o partido que me filiei para disputar as eleições municipais acaba de aceitar suas birras e vontades”, destacou.

“No intuito de trazer luzes à minha questão partidária, por conta de relações pessoais, resolvi somar ao projeto de transformação da nossa Mirassol, já suspeitava que em algum momento não estaria de acordo com posturas do Partido Liberal. A justificativa é que nenhum partido progressista em nosso município tenha formado chapa para as eleições de 2020”, prosseguiu.

Repúdio a colega rio-pretense
O vereador Julio Salomão já havia demonstrado seu descontentamento com o vereador de Rio Preto Anderson Branco, filiado ao PL, que postou declarações de intolerância nas redes sociais. “O vereador  Anderson Branco não apenas demonstra quebra de decoro, como também atitude criminosa! Repudiamos por completo atos homofóbicos, racistas ou de Intolerância à qualquer minoria. A política é o que pode transformar a realidade para uma sociedade mais justa, tolerante e respeitosa, onde todos têm voz”, postou o professor.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here